25 de mar de 2015

Não seja escravo do pecado!


Escrevo-lhes este texto, visto que, infelizmente, várias pessoas estão cativas ao vício pornográfico, e a outros tipos de imoralidade. Há um tempo atrás, lendo blogs e sites cristãos, fiquei impressionada com a infeliz estatística a respeito de homens e mulheres cristãos e não cristãos, pastores e obreiros de igrejas, e lamentavelmente até mesmo crianças, com este vício esmagador e destrutivo.

"Amados, peço-vos, como peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que combatem contra a alma" (1Pedro 2:11).

Antes de tudo, é importante entender o significado do termo concupiscência. Podemos entendê-lo como "desejo imoderado de satisfazer a sensualidade", "apetite sensual" (Dicionário Priberam); ou ainda, a algum desejo carnal, (não necessariamente sensual) que desagrade a Deus.

Quero iniciar este texto, escrevendo sobre as obras de carne e sua separação com a santidade de Deus.

No verso destacado, Pedro escreve a respeito de sermos peregrinos deste mundo. Logo, as obras da carne, tão comumente praticadas neste mundo, não podem fazer parte de nossa vida cristã regenerada. Quando nos convertemos a Cristo (em seu real sentido), passamos a ser considerados cidadãos dos céus, onde moraremos eternamente com Deus (Filipenses 3:20).

“Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.” (Romanos 8:6).

Creio que inclinar-se a morte espiritual e a inimizade contra Deus é algo potencialmente sério. Não para menos, aqueles que praticam tais coisas, não herdarão o Reino de Deus (Gálatas 5: 19-21).

Deus nos oferece a eternidade ao Seu lado, imune de qualquer sofrimento ou maldade desse mundo, mas para isso é necessário entrar pela porta e pelo caminho estreito. Enquanto estivermos nesta terra, deveremos sempre dominar nossos desejos e buscar continuamente a santificação em relação ao que sentimos, proferimos, pensamos, agimos e olhamos!

Irmãos, um assunto que precisa ser trazido à tona devido a triste realidade do grande número de cristãos que estão presos neste pecado, é a pornografia! (Lembre-se, o pecado é identificado para ser completamente extirpado).

Podemos encaixar a pornografia – seja ela na internet, TV, revistas ou qualquer outro meio, – como obra da carne – a natureza pecaminosa que nos afasta de Deus, e é um caminho certo para a autodestruição!

Conforme o estudo As obras da carne e o fruto do Espírito, da Bíblia de Estudos Pentecostal, percebemos ao menos três obras pecaminosas diversas dentro da pornografia. Confira as notas do autor Donald C. Stamps:

*Prostituição: (gr. pornéia), imoralidade sexual de todas as formas. Isto inclui, também, gostar de quadros, filmes ou publicações pornográficos (conforme Mt 5:32; 19:9; At 15:20,29 21:25; 1Co 5:1).

*Impureza: (gr. akatharsia), pecados sexuais, atos pecaminosos e vícios, inclusive maus pensamentos e desejos do coração (Ef 5:3; Cl 3:5).

*Lascívia: (gr. aselgeia), sensualidade. É a pessoa seguir suas próprias paixões e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a decência (2Co 12:21).

Deus nos chamou à um estilo de vida santo, separado, puro. Mas a medida em que cedemos aos instintos da carne, às tentações de Satanás e nos amoldamos ao mundo, estamos pecando contra os princípios da Palavra de Deus a respeito da santidade, e nos afastando cada vez mais de Sua presença, e consequentemente, de viver a vida eterna com Ele.

Creio que, a firme decisão de confessar, e efetivamente abandonar os pecados, alcança o perdão e a purificação de Deus; conforme a Bíblia declara em 1 João 1:9-10. Portanto, definitivamente, precisamos escolher caminhar através do Espírito de Deus, e gerarmos Seus frutos que produzem vida!

Aos pais é importantíssimo que monitorem o material de acesso de seus filhos, como TV, internet, e outros. É interessante bloquear sites impróprios para menores, e manter uma boa comunicação com eles; sempre alertando e aconselhando devidamente quanto ao assunto.

E você que possui este hábito, ou conhece alguém que o faz, escolha entregar isto nas mãos do Senhor em oração, e dominar seus desejos carnais através de disciplinas espirituais: Frequente (ou aconselhe a frequentar) uma igreja onde seja ministrado em Espírito e em Verdade, discipline-se a ler a Bíblia todos os dias, separe períodos do dia para orar e colocar diante de Deus esta situação, e se possível, procure ter comunhão com pessoas de extrema confiança para orar com você e compartilhar quanto as coisas de Deus.

Ainda há tempo. Jesus perdoa aquele que se arrepende de coração e decide mudar de rumo. Escolha Deus!

E para finalizar, não somente um convite, mas também uma ordenança do próprio SENHOR a todos nós: "Sedes santos, porque eu sou santo" (1Pe 1:16).

Deus os abençoe!
Priscila Grah

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!