1 de mar de 2016

Seja um verdadeiro AMIGO!


Acho lindo o fato de Jesus ter reunido Seus discípulos à mesa junto dEle antes de padecer e morrer na cruz. “E disse-lhes: "Desejei ansiosamente comer esta Páscoa com vocês antes de sofrer.” (Lucas 22:15).

É muito profundo quando pensamos no significado da Páscoa no Antigo Testamento, que celebrava a libertação do povo de Deus do Egito. E logo em seguida à Pascoa, Deus pede ao povo de Israel que celebre também a festa dos pães asmos (sem fermento), “porque foi nesse mesmo dia que eu tirei os exércitos de vocês do Egito.” (Êxodo:12:11,17). 

Sei que existe uma grande simbologia espiritual nessas passagens e elas nos apontam para o Cordeiro perfeito, Jesus Cristo. E sei também que tratam da santidade e pureza de Cristo, e no qual devemos ter, quando refere-se aos pães sem fermento, visto que o fermento é um símbolo do pecado. Mas o que me falou ao meu coração fazendo essa leitura foi o fato de Jesus “desejar ansiosamente” estar à mesa, comer com Seus amados discípulos, e também o fato de tanto o simbolismo da Páscoa, como também dos pães asmos, darem a ideia de aflição e também de libertação.

Na Páscoa Deus ordenou que o Seu povo comesse o cordeiro e saíssem apressadamente, mas embora finalmente estivessem rumo à sua libertação, à Canaã prometida, os egípcios os perseguiram de modo que, Israel agora estivesse com o exército do Faraó atrás, e o mar vermelho à frente. Quanto aos pães asmos ou sem fermento, quando Deus se refere a esta celebração ele os lembra que tirou o exército de diante de Israel, lhes dando grande livramento.

Quando Jesus estava naquele momento de ceia junto de Seus amados amigos, Ele disse: “Vocês são os que têm permanecido ao meu lado durante as minhas provações.” (Lucas 22:28).

Embora Jesus conhecesse as limitações de Seus discípulos, embora soubesse que não entendiam muitas coisas que Ele lhes explicava ou quanto ao que Ele havia de padecer, Ele os amava perfeitamente (João 13:1), e considerava e valorizava o fato de eles terem ficado ao lado dEle em Seus sofrimentos.

Isso nos ensina tanto, amados! Jesus nos ensina que também devemos cear à mesa com nossos amigos, compartilhando nossas aflições, mas também nossas vitórias e libertações!

Quando olhamos para o exemplo de Jesus e Seus discípulos entendemos quanto ao que consiste uma verdadeira amizade. Ser amigo é comer junto, partilhar do mesmo pão, ser tolerante e misericordioso diante de suas falhas, é ser franco e firme à semelhança de Jesus em tantos momentos, mas também é repousar a cabeça no peito, conforme João fez com Seu amado Mestre.

Seja um amigo de verdade! Esteja presente nos bons e maus momentos! Compartilhe seu pão, sua mesa, e assim como Jesus, alegre-se por isso, “deseje ansiosamente” estar ao lado deles. Simplesmente imite a Jesus!

Que Deus te abençoe, te faça um (a) amigo (a) de verdade, e que nunca faltem amigos de verdade ao seu lado também!

Priscila Grah

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!