14 de ago de 2012

Louvando a Deus em tempos difíceis.

Quem não conhece a história de Jó? Um homem íntegro e justo que temia a Deus e evitava fazer o mal. (Jó 1:1). Muitos ao se depararem com esta leitura, devem se questionar do por que de Deus permitir que um homem justo sofresse - e ainda mais desta maneira! Mas quando Deus está no controle até mesmo as coisas ruins que nos acontecem, possuem um propósito.
Por si só esta afirmação bíblica já esclarece: "Pois os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos que os vossos caminhos e os meus pensamentos mais altos que os vossos pensamentos." (Isaías 55:8-9).
Sei que pode parecer difícil louvar à Deus quando experimentamos situações difíceis e às vezes que nos parecem até injustas, mas não podemos nos esquecer de que Deus vê tudo de cima, e a visão dEle sobre as coisas que nos acontecem, não é a mesma visão que nós temos: limitada e distorcida! 
Muitas vezes sofremos para que amadureçamos á partir daquela experiência, e assim também se amadurece nosso caráter cristão. Deus pode ainda, testar a nossa fé diante de situações difíceis. O que provaria nossa fé diante de tragédias não seria permanecer firme aos caminhos de Deus e ainda assim louvá-lo? Perseverar pelas bênçãos de Deus e confiar nEle sem resalvas? Como disse, nós humanos temos apenas uma visão limitada do resultado que possíveis sofrimentos possam gerar em nossas vidas e na dos demais, porém algo a se pensar, é que Deus pode nos usar como testemunho para despertar vidas que se encontram em situação semelhante, para que após o milagre, Seu nome seja glorificado por Seus feitos!
Também sofremos porque pecamos, pois a Bíblia é clara: "Tudo que semear, isto também ceifará." (Gálatas 6:7). Entre tantos exemplos bíblicos que testificam este fato, é o que está descrito tantas vezes no livro de Juízes, onde cada vez que o povo de Israel se desviava de Deus e praticava atos abomináveis à Deus como a própria idolatria a outros deuses, Deus os abandonava e estes passavam a viver em desgraça! Deus os entregou na mão de invasores que os saquearam e os entregou aos inimigos ao seu redor, aos quais já não conseguiam resistir (Jz 2: 14). Foram destruídos também por diversos outros povos, que resultou em várias mortes e sofrimento.
Só Deus sabe quantos são os motivos para que o justo sofra. Não podemos esquecer que o mais justo sabe de todas as coisas. Não há nada que aconteça a nós que não esteja sob o seu controle. Cabe a nós permanecermos firmes e esperançosos naquele que nos sustenta. Também cabe a nós pedirmos a Deus o significado do sofrimento em nossas vidas. Nada é em vão.
Que possamos ser como Jó, que ainda em meio a tanto sofrimento, em momento algum blasfemou contra o Senhor, apesar de lamentar sua condição. Observe que ainda quando Jó perdeu seus filhos e também sua criação de animais, "...prostrou-se com o rosto em terra, em adoração, e disse: "Saí nu do ventre de minha mãe, e nu partirei." O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor." (1:20-21).
Jó sofreu demais ao pensar que Deus o havia abandonado, e que mesmo sem haver cometido pecado algum tivesse de pagar por tais sofrimentos. Por mais difícil que possa nos parecer, cabe a nós aceitarmos a vontade de Deus em nossas vidas. Talvez nunca venhamos a compreender o porque de certas coisas, mas precisamos confiar em Deus e nas bênçãos que nos esperam, veja: "O Senhor abençoou o final da vida de Jó mais do que o início. Ele teve quatorze mil ovelhas, seis mil camelos, mil juntas de boi e mil jumentos. Também teve ainda sete filhos e três filhas. (42:12-13). "Depois disso Jó viveu cento e quarenta anos; viu seus filhos e os descendentes deles até a quarta geração. E então morreu, em idade muito avançada." (42:16-17). 
Tenha fé! Deus fez um milagre imenso da vida de Jó depois de tanto sofrimento. Jó teve sua saúde restaurada, foi abençoado com dez filhos, e prosperou grandemente até o fim de seus dias. Jó teve vida longa e pode ver a sua descendência crescer. Visto isto, por que o milagre que você espera não pode ser alcançado? "Pois ele fere, mas trata do ferido; ele machuca, mas suas mãos também curam." (Jó 5:18).


3 comentários:

  1. *Olá querida, q blog lindo e abençoado...
    Já estou te seguindo, quando puder da uma passadinha lá no meu pedacinho, ficarei muito feliz...bjos
    Deus abençoe sua vida e seu blog, sempre!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por sua visita, Meiry! Amém, que Ele abençoe grandemente sua vida também! :*

    ResponderExcluir
  3. Oi flor não estou conseguindo te seguir, os seguidores não aparecem para mim, seu blog está fechado? ou é algum outro problema?...bjos

    ResponderExcluir

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!