24 de ago de 2015

Ore pelo Brasil!



"Procurei entre eles um homem que erguesse o muro e se pusesse na brecha diante de mim e em favor da terra, para que eu não a destruísse, mas não encontrei nem um só.” (Ezequiel 22:30).

“Seu povo reconstruirá as velhas ruínas e restaurará os alicerces antigos; você será chamado reparador de muros, restaurador de ruas e moradias.” (Isaías 58:12).

“Eles reconstruirão as velhas ruínas e restaurarão os antigos escombros; renovarão as cidades arruinadas que têm sido devastadas de geração em geração.” (Isaías 61:4).

O que cada uma dessas passagens bíblicas possui em comum? Todas elas falam sobre reparar brechas, levantar muros e colocar-se diante de Deus em favor de uma terra.

Também está escrito: “Porque este é um povo rebelde, filhos mentirosos, filhos que não querem ouvir a lei do Senhor. Que dizem aos videntes: Não vejais; e aos profetas: Não profetizeis para nós o que é reto; dizei-nos coisas aprazíveis, e vede para nós enganos. (...) Por isso, assim diz o Santo de Israel: porquanto rejeitais esta palavra, e confiais na opressão e perversidade, e sobre isso vos estribais; Por isso esta maldade vos será como a brecha de um alto muro que, formando uma barriga, está prestes a cair e cuja quebra virá subitamente.” (Isaías 30:9-10,12-13).

A Lei do Senhor é representada nesta passagem pelo grande muro que protegia o povo de Deus em Jerusalém. Mas diante do pecado do povo, — conforme descrito acima, — nas mentiras proferidas, na recusa de ouvir (e praticar) a Lei do Senhor, e na persuasão do povo aos profetas para que ‘profetizassem’ o que não os confrontava diante de sua lamentável condição espiritual, o Senhor simbolizou seus pecados como brechas no grande muro que os protegia de seus inimigos.

Quando meditamos na Palavra de Deus e nos deparamos com o pecado do povo e sua condição espiritual comprometida, percebemos que em nossa nação a situação está muito semelhante e talvez até pior, devido ao amor estar esfriando e a maldade estar aumentando conforme a própria Palavra de Deus declara que aconteceria. 

Diante disso precisamos tomar uma posição, irmãos! Nós, o corpo de Cristo, a igreja do Senhor, somos Seus enviados para trazer o Seu Reino em nossa terra e repararmos as brechas de nossa nação por meio do arrependimento e da intercessão contínua!

Tenho ouvido muitas profecias sobre o juízo de Deus sobre o Brasil, outras, sobre Deus despertando o Seu povo para interceder e clamar por esta nação, mas sinto que muito pouco tem sido feito. Deus tem me inquietado há dias para interceder mais por nossa nação e convido você a fazer parte disso também!

Não interceder é pecado (conforme 1 Samuel 12:23), e precisamos nos arrepender de não intercedermos por nossa nação conforme Deus tem nos convocado! 

“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ação de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranqüila e pacífica, com toda a piedade e dignidade. Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador, que deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade.” (1 Timóteo 2:1-4).

E antes de tudo, amados, nos santifiquemos! Pois aquele que se levanta como reparador de brechas só tem autoridade para tapar os muros e se colocar diante de Deus em favor de alguém ou de uma nação, se sua vida é consagrada e santificada diante de Deus. Fazer o contrário disso, é certamente receber muitas retaliações!

Clamemos por nossa terra!

Deus os abençoe!
Priscila Grah

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!