5 de set de 2012

Sobre a Sabedoria.

Meditando esta semana no livro de Provérbios, fiquei pensando na grande sabedoria do rei Salomão. A história dele é uma das que mais me impressiona na Bíblia, pois quando Deus perguntou a Salomão o que ele queria que Deus lhe desse, a resposta do rei muito agradou ao Senhor, pois ele não pediu riquezas, nem a vida dos seus inimigos, mas pediu um coração entendido para julgar o povo. A escolha de Salomão foi tão inteligente, que além de receber de Deus o coração mais sábio, ainda Deus lhe abençoou com riquezas e glória como nenhum outro rei teve. (Leia 1Reis 3:5-15).
Também não há como ler o livro de Provérbios e não se maravilhar com os conselhos nele escritos. O sétimo versículo já declara uma grande verdade: "O temor do Senhor é o princípio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução." (Provérbios 1:7). Não há como temer a Deus sem ser gerado em nós um coração sábio. Quando o Espírito Santo habita em cada um de nós, é o próprio Deus que discerne e avalia todas as coisas.
Em Provérbios 4:5 a Bíblia ainda declara: "Adquire a sabedoria, adquire a inteligência e não te esqueças nem te apartes das palavras de minha boca." Creio que a sabedoria está mantida na Palavra de Deus e em nossa comunhão com o Senhor. Se cumprir as leis de Deus que encontramos em Sua Palavra traz deleite às nossas vidas, já estamos agindo com sabedoria. Não há alguém mais sábio que o Senhor, que com suas próprias mãos criou o homem e lhe soprou a vida, e conduz os seus filhos conforme a sua justiça até os dias de hoje. 
Pensando neste assunto, chego a conclusão de que de tudo aquilo que pedimos a Deus para as nossas vidas, o mais sensato é pedir Sabedoria. A Bíblia também declara: "Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração..." (Provérbios 4:23). Ora, se é no coração que se encontram nossas emoções, e se são as emoções que nos movem para o bem e para o mal, então devemos guardá-lo e vigiá-lo, para que dentro dEle só habite o Espírito Santo, aquele que age sábia e prudentemente a todo tempo. Muitas vezes nossas emoções nos impulsionam a agir de maneira errônea, e as consequências de um rápido impulso podem ser devastadoras! 
Devemos também frear as nossas línguas para que ela não nos leve ao pecado e nos traga aborrecimentos, mas que dela saiam palavras que edifiquem. "O que guarda a sua boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios tem perturbação." (13:3). Sabemos que uma pessoa é sábia pelas atitudes que ela toma e pelas palavras que ela fala, portanto que nossos lábios venham proferir apenas o que é sábio e que agrada a Deus.

2 comentários:

  1. Realmente a sabedoria de Deus e o temor para guardar Sua Palavra deve ser nosso objetivo. Colocar a mente e o coração nas coisas terrenas não traz a verdadeira felicidade nem salvação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, amor! Obrigada pela contribuição! ;)

      Excluir

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!