20 de ago de 2012

Vigiai e Orai.

Então foram para um lugar chamado Getsêmani, e Jesus disse aos seus discípulos: "Sentem-se aqui enquanto vou orar." Levou consigo Pedro, Tiago e João, e começou a ficar aflito e angustiado. E lhes disse: "A minha alma está profundamente triste, numa tristeza mortal. Fiquem aqui e vigiem."
Indo um pouco mais adiante, prostrou-se e orava para que, se possível, fosse afastada dele aquela hora. E dizia: "Aba, Pai, tudo te é possível. Afasta de mim este cálice, contudo, não seja o que eu quero, mas sim o que tu queres." Então, voltou aos seus discípulos e os encontrou dormindo. "Simão", disse ele a Pedro, "você está dormindo? Não pôde vigiar nem por uma hora? Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca." (Marcos 14:32-37).

Vigiai e orai. Este é um alerta do próprio Deus a fim de preservar nossas vidas do pecado. Não podemos nos iludir crendo que por sermos pessoas de oração e já preenchidas pelo Espírito Santo, estamos imunes às tentações impostas pelo inimigo. A Bíblia é clara: "Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar." (1Pedro 5:8).
Há algo bem comum na vida de algumas pessoas: buscam a Deus quando precisam de milagres, e depois da graça alcançada o abandonam. Outras, vivem na instabilidade de ora servir à Deus, ora cair nas tentações!
Precisamos buscar a constância de vigiar e orar em nossas vidas! Quando dedicamos o nosso tempo para as coisas de Deus, naquele momento estamos alimentando o nosso espírito e não a nossa carne. 
O mundo a nossa volta está repleto de distrações aparentemente atrativas aos olhos, mas quando cedemos a estas distrações, estamos servindo a nossa carne e portanto agindo em pecado. É através desta brecha aberta, que o inimigo encontra espaço para agir na vida daqueles que estão dispersos!
Não podemos ficar dormindo como fizeram os três discípulos... Jesus ordena que vigiemos!
Um exemplo bastante propício para mostrar o que acontece quando cedemos às tentações, é o adultério do rei Davi. "...Davi enviou para a batalha Joabe com seus oficiais e todo o exército de Israel (...) mas Davi permaneceu em Jerusalém. Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu uma mulher muito bonita tomando banho, (...) Davi mandou que a trouxessem e se deitou com ela..." (2Samuel 11:4).
Percebam que Davi estava dormindo! Ele foi um homem que temia a Deus e que com certeza orou e vigiou muitas vezes visto que Deus era com ele, mas perceba que bastou um só momento de distração, e ele se deixou dominar pelo desejo da sua carne! Ao desejar e se relacionar com uma mulher casada, Davi teve de pagar pelo seu pecado segundo as palavras de Deus através do profeta Natã. Quem leu a história deste rei, sabe das desgraças que aconteceram em sua vida, como a morte do seu filho recém nascido com Bate-Seba, um de seus filhos tomou algumas de suas mulheres, mais alguns de seus filhos foram mortos, e ainda pecou gravemente ao ser o responsável pela morte de Urias, o marido de Bate-Seba.
Vigie e ore sem cessar! Tome posse da única arma que um cristão deve ter: A Bíblia! Só assim receberemos a autoridade concedida por Cristo, contra as intenções do inimigo às nossas vidas! Mais do que isto, a Bíblia ainda declara: "Bem aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação; porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam." (Tiago 1:12).

Não troque a sua coroa por uma distração momentânea... Jesus te ensina que não vale à pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!