25 de jul de 2016

Entregue ao Senhor, ore!


Quando Ezequias reinava em Jerusalém, o rei da Assíria enviou representantes junto de seu exército para afrontar o povo de Judá e ao Deus de Israel. Em 2 Reis 19:14-15 lemos que após Ezequias ter recebido uma carta que novamente afrontava ao seu povo e ao seu Deus, ele subiu ao templo do Senhor, estendeu a carta perante o Senhor, e depois orou ao único que poderia intervir diante da ameaça e afronta que receberam.

A resposta à oração de Ezequias foi que que nenhuma só flecha foi disparada contra Jerusalém (1 Rs 19:32), e naquela noite o anjo do Senhor matou cento e oitenta e cinco mil homens no acampamento assírio (verso 35). Envergonhado, o arrogante rei assírio que havia blasfemado contra Deus e o Seu povo, agora voltava para casa onde mais tarde fora morto à espada pelos próprios filhos.

E este grande livramento começou a partir do posicionamento de um só homem: do rei Ezequias! Quando ele entrou na presença do Senhor levantando ao alto aquela carta, aquela má notícia, e ele orou ao Senhor pedindo Sua intervenção naquela circunstância, Deus o ouviu e atendeu, e sua nação foi salva!

Talvez você também tenha uma má notícia em mãos hoje! Uma conta para pagar sem dinheiro para quitá-la, um diagnóstico médico, uma carta de divórcio, uma mensagem ruim de desprezo, de afronta, de rejeição... Não importa o que seja! Escolha à semelhança de Ezequias erguer essa “carta” ao Senhor pedindo que Ele intervenha nesta causa, e aguarde para ouvir atentamente do Senhor o que você deve fazer a respeito. Creia que o livramento virá!

Deus te abençoe!
Priscila Grah

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!