8 de mai de 2014

Culto doméstico: sua família, seu chamado.


Priscila Grah

Irmãos, escrevo-lhes a respeito de uma prática muito saudável no meio familiar, importante na vida espiritual dos pais, — e ouso afirmar, — indispensável na estrutura espiritual dos filhos: o culto doméstico.

Motivos para fazer o culto doméstico:

O culto doméstico é bíblico: O Senhor ordenou ao povo de Israel que todas as ordenanças aprendidas fossem ensinadas com persistência aos filhos também "quando estivessem sentados em casa". Deuteronômio 6:7). No Antigo Testamento vemos o homem como o sacerdote do lar, o cabeça, o responsável pela condição espiritual da esposa e dos filhos. E este é um papel que se perpetua no homem. Enquanto a esposa é a adjutora, a intercessora, a coluna de oração, o homem é o líder espiritual, aquele que deve estar atento às necessidades espirituais da família, e que deve responsabilizar-se juntamente da esposa para ensinar e dar um bom exemplo quanto aos caminhos de Deus.

Fortalece o vínculo familiar: O culto doméstico é um momento em família de suma importância, pois em nossos dias, onde pais e filhos encontram-se cada vez mais desconectados, no qual mesmo fazer as refeições à mesa juntos tornou-se raridade, no culto doméstico torna-se então possível que todos orem, meditem juntos na Palavra de Deus, falem e sejam ouvidos. A comunicação familiar é um item que merece a devida atenção. Por isso nesse momento de culto, é importante que todos participem, apliquem o contexto bíblico à sua realidade, exponham suas necessidades e pontos de vista, deste modo mantendo o vínculo familiar e a proximidade com todos os membros do lar no qual é tão importante.

Estimula os valores cristãos aos filhos: A realidade é que se os pais não se encarregarem de trazer os valores bíblicos para seus filhos, o sistema deste mundo decaído se encarregará de tal. Para se ter noção da gravidade do assunto, em nossos dias, dentro das escolas, onde muitos dos pais acreditam que seus filhos estão recebendo a educação adequada, — soube por intermédio do meu pastor, e acredite, vi com meus próprios olhos, — a cartilha que as crianças estão tendo acesso sobre educação sexual, onde o conteúdo não é meramente informativo. Trata-se de um conteúdo que defende a prática sexual na infância e adolescência, impondo liberdade à criança de relacionar-se sexualmente a partir da idade que quiser, com quem quiser, além de apoiar o homossexualismo. Isso sem citar o conteúdo nocivo da televisão, internet, e outros meios que impelem a sexualidade precoce, vícios, e outros valores totalmente contrários aos padrões de Deus. Minha intenção não é ser legalista. Acontece que muitas pessoas não se preocupam com questões como estas, até que elas aconteçam dentro de suas casas. E eu vejo o culto doméstico como uma influência poderosamente positiva quanto ao relacionamento familiar, à inserção de princípios inspirados na Palavra de Deus, e na oportunidade dos pais oferecerem uma atenção especial aos filhos, que normalmente carregam tantas dúvidas e inseguranças, que podem ser supridas neste momento especial de culto.

Fortalece o espírito: Todos os envolvidos no culto caseiro são abençoados. O fato de meditarem na Bíblia, orarem, conversarem a respeito do Reino de Deus, louvarem ao Senhor, testemunharem, e por fim, estarem dedicando seu tempo para as coisas do Senhor, elevam seus corações a Deus e seu espírito é consequentemente fortalecido.

Experimenta-se o poder da unidade e concordância: Quando a família se une em oração, a promessa é que o Senhor os atenderá, e onde dois ou mais se fazem presentes em Seu nome, ali Deus está. "Digo-lhes a verdade: Tudo o que vocês ligarem na terra terá sido ligado no céu, e tudo o que vocês desligarem na terra terá sido desligado no céu. "Também lhes digo que se dois de vocês concordarem na terra em qualquer assunto sobre o qual pedirem, isso lhes será feito por meu Pai que está nos céus. Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles". (Mateus 18:18-20). 

Aprende-se mais sobre as Escrituras: O culto doméstico é um momento ideal para que dúvidas a respeito das Escrituras sejam tiradas, e é importante que todos participem na preparação do culto, conforme a idade e nível de entendimento. Sempre aprendemos quando preparamos estudos sobre as coisas de Deus, e nos dispomos a deixá-Lo ministrar em nossos corações.

Enfim, amados (as), são muitos os motivos de fazer o culto doméstico, e os efeitos dele são todos positivos. Espero que os motivos no qual citei acima sejam suficientes para convencê-lo à aderi-lo em sua casa! :)

Na próxima postagem escrevei sobre como fazemos o culto em minha casa, e darei algumas dicas para aqueles que ainda não o fazem.

Deus abençoe. Paz a todos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário passará por aprovação antes de ser postado.
Que Deus te abençoe!